×

HOW TO SHOP

1 Login or create new account.
2 Review your order.
3 Payment & FREE shipment

If you still have problems, please let us know, by sending an email to support@website.com . Thank you!

SHOWROOM HOURS

Mon-Fri 9:00AM - 6:00AM
Sat - 9:00AM-5:00PM
Sundays by appointment only!

FORGOT YOUR DETAILS?

CREATE ACCOUNT

O nosso Serviço de Integração de Catálogos de Fornecedores (Dropshippers) é a Melhor Opção para Quem Pretende Ter uma Loja Online a operar em Dropshipping

O Dropshipping permite-lhe atingir um crescimento de vendas sustentado com um investimento reduzido e controlado

CATEGORIAS DE FORNECEDORES EUROPEUS DE DROPSHIPPING

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VIEW ALL -

PERGUNTAS FREQUENTES

Dropshipping é um modo de vender online, onde a loja serve como intermediário entre os fornecedores (que detêm o stock), o vendedor (você) e os compradores (clientes). Neste caso, o vendedor é apenas responsável por promover e vender, mas não gere o stock, nem a embalagem nem o envio. Qual é a chave para este modelo? Ter um nicho bem definido. Investir de forma inteligente no marketing digital. Ter canais de comunicação eficazes com fornecedores e clientes. E analisar dados para tomar decisões focadas no que o seu público-alvo exige.

A receita da loja provém da diferença entre o valor pago pelo produto ao fornecedor e o preço final pago pelo cliente.

Tantas horas quanto necessitar. Independentemente de quanto tempo dedica à sua loja, faça questão de ser ativo e produtivo diariamente. Seja paciente ao estabelecer o seu negócio de dropshipping. Enquanto uns podem investir muito tempo sem fazer qualquer venda, outros podem estar a vender bem com menos tempo. Considere o seguinte para estabelecer o seu negócio: o nicho de mercado; invista no marketing e no SEO para trazer clientes à sua loja; procure comprar ao melhor preço

A loja online deverá apresentar elementos completos de identificação da empresa/vendedor, nomeadamente:

  • Nome ou denominação social.
  • Endereço geográfico em que se encontra estabelecido e email.
  • Registo comercial.
  • Número de identificação fiscal.

Do mesmo modo, deve ser apresentada a entidade de resolução alternativa de litígios de consumo (RAL) designada e o respetivo website. Poderá ainda constar a morada e os contatos telefónicas da mesma.

Caso a atividade da empresa esteja sujeita a autorização prévia, deve ser apresentada informação relativa à entidade que autorizou o exercício da atividade.

Envios e pagamentos

Devem ser indicadas eventuais restrições geográficas ou outras à entrega, assim como aos meios de pagamento aceites. Estas restrições devem ser indicadas o mais tardar no início do processo de encomenda.

Eventuais custos adicionais devem ser indicados previamente à aquisição dos produtos/serviços.

Devoluções e reembolsos

O consumidor tem o direito de devolver o produto (cancelar o contrato) durante 14 dias sem incorrer em quaisquer custos. Excetuam-se os produtos personalizados, as gravações áudio ou vídeo seladas e os programas informáticos selados, a que o consumidor tenha retirado o selo de garantia de inviolabilidade após a entrega.

O reembolso (incluindo os custos de entrega) deve ser efetuado no prazo de 14 dias através do mesmo meio de pagamento utilizado pelo consumidor. No entanto, se o consumidor solicitar uma modalidade de entrega diferente, a loja online não é obrigada a reembolsar eventuais custos adicionais de entrega.

Preços e reduções de preço (saldos, promoções e liquidações)

Os preço total dos produtos, incluindo taxas, impostos, custos de transportes ou outros encargos que existem devem ser apresentados antes do consumidor efetuar a compra.

Nas baixas de preço, é necessário apresentar a seguinte informação:

  • Modalidade de venda (saldos, promoções ou liquidação).
  • Tipo de produtos.
  • Percentagem de redução.
  • Data de início e período de duração.

É obrigatório que as reduções de preço se enquadrem numa das seguintes modalidades:

  • Saldos – venda praticada a um preço inferior, com o objetivo de acelerar o escoamento de produtos existentes;
  • Promoções – venda promovida a um preço inferior ou com condições mais vantajosas, com vista a potenciar a venda de produtos ou o lançamento de um produto não comercializado anteriormente, bem como o desenvolvimento da atividade comercial, não realizadas em simultâneo com uma venda em saldos;
  • Liquidação – a venda de produtos com um caráter excepcional que se destine ao escoamento acelerado com redução de preço da totalidade ou de parte das existências do estabelecimento, resultante da ocorrência de motivos que determinem a interrupção da venda ou da actividade no estabelecimento.

É proibida a utilização de outras expressões, mesmo sendo similares, para anunciar vendas com redução de preços (p. ex.: “oportunidades”).

Os saldos podem realizar-se em quaisquer períodos do ano, desde que não ultrapassem a duração de quatro meses por ano, no total.

Os saldos devem ser comunicados à ASAE, com uma antecedência mínima de cinco dias úteis, com a seguinte informação:

  • Identificação e domicílio do comerciante ou morada do estabelecimento;
  • Número de identificação fiscal;
  • Indicação da data de início e fim do período de saldos em causa.

As promoções podem ser feitas em qualquer momento, mas não podem decorrer ao mesmo tempo que os saldos.

Comunicação

O consumidor deve dar consentimento prévio para que lhe sejam enviadas comunicações não solicitadas.

Faturação

A fatura deve ser emitida imediatamente após o pagamento de uma compra online.

O envio de faturas em formato digital , deve cumprir vários requisitos, nomeadamente o da assinatura eletrónica.

É necessário comunicar ao Banco de Portugal as operações com outros países (entradas e saídas) quando estas ultrapassarem os cem mil euros anuais.

Lista de leis relevantes para o comércio eletrónico e para as lojas online

  • DL n.º 24/2014 – contratos celebrados à distância e fora do estabelecimento comercial.
  • DL n.º 7/2004 – comércio electrónico no mercado interno e tratamento de dados pessoais.
  • DL n.º 70/2007 – práticas comerciais com redução de preço.
  • Lei n.º 144/2015 – mecanismos de resolução extrajudicial de litígios de consumo.
  • DL n.º 198/2012 – emissão de faturas.
  • DL n.º 166/2013 – regime aplicável às práticas individuais restritivas do comércio.
  • Instrução n.º 27/2012 – comunicação de informação estatística ao Banco de Portugal.
  • Lei n.º 46/2012 – tratamento de dados pessoais e proteção da privacidade nas comunicações eletrónicas
VEJA

VANTAGENS DROPSHIPPING

O calcanhar de Aquiles do dropshipping é encontrar fornecedores (dropshippers) autênticos, europeus para não ter preocupações com taxas alfandegárias, e que sirvam como aliados para construir e manter a reputação necessária para a sua loja online prosperar. Pela nossa experiência, o dropshipping é perfeito para que se queira iniciar no ecommerce. As vantagens são muitas:

  • Baixo requisito de capital
  • Fácil de iniciar
  • Baixos custos
  • Flexibilidade
  • Diversidade de ofertas
  • Escalabilidade

Algumas recomendações nossas: Estude quais são os produtos mais vendidos nos marketplaces mais populares; Investigue as tendências das indústrias em crescimento no mercado local; Pense na logística; Procure produtos que têm menos possibilidade de serem devolvidos; Procure produtos com Margens altas de lucro; Pense em produtos que são populares, mas não são fáceis de encontrar; Produtos que pode oferecer valor agregadona experiência online; Use as informações sobre os mais procurados do Google Trends; Verifique as tendências das redes sociais para os produtos que escolheu.

LOJAS SAMSEDITION

Like our page

5894

Follow Us

25374

Follow us

3841
TOP